Enquanto intacta a lâmpada não oferece risco. Entretanto ao ser rompida liberará

      vapor de mercúrio que será aspirado por quem a manuseia. A contaminação do

      organismo se dá principalmente através dos pulmões.

 

   Uma vez quebrada, uma lâmpada fluorescente libera vapor de mercúrio continuamente no ar - durante semanas e até meses. E o valor total dessa emissão pode exceder os níveis seguros de exposição humana em lugares com pouca ventilação.

 

O risco à exposição contínua ao vapor de mercúrio é significativo à saúde ocupacional

                                                              A exposição ao vapor de mercúrio provoca a intoxicação por inalação. A ação tóxica do mercúrio inalado ou ingerido entra na corrente sanguínea e instala-se nos órgãos, de onde o organismo não consegue mais eliminá-lo. As reações são diversas, dependendo do grau de concentração. Geralmente, quem foi intoxicado dessa maneira pode apresentar sintomas como dor de estômago, diarréia, tremores, depressão, ansiedade, gosto de metal na boca, dentes moles com inflamação e sangramento nas gengivas, insônia, falhas de memória e fraqueza muscular, nervosismo, mudanças de humor, agressividade, dificuldade de prestar atenção e até demência, por acumular-se especialmente no cérebro.

Ivomax Serviços Ambientais Ltda - Me

Estrada de Campinas, N°59 - Depósito 05-A | Campinas de Pirajá Salvador | Bahia | CEP: 41.275-410

Tel: (71) 3211-4021 | (71) 3215-7601

e-mail: ivomax@ivomax.com.br

  • Facebook Black Square
  • YouTube Black Square

© 2014 Ivomax Serviços Ambientais